GEAL

desde 1946

Fundação

Da ATA da reunião da fundação do Grupo Espírita André Luiz, às 20:00 horas, do dia 6 de julho de 1946, à rua Moncorvo Filho, 27, sobrado, na então Capital Federal, hoje cidade do Rio de Janeiro, com a presença dos seguintes confrade: ANTONIO ALVES FERREIRA, JACQUES ABOAB, AMADEU SANTOS, FRANCISCO PEIXOTO LINS, EURYDICE FERREIRA, EMÍLIA PÓVOA SANTOS, OLÍ DE CASTRO, DELIO CABRAL MARQUES, DR. EVARISTO DA VEIGA, MARIA SOLEDAD DA VEIGA, MARIA DE LOURDES PINTO e SALVADORA ASSIS, ficou oficialmente fundada esta Instituição.

Em uma reunião de Associações Espíritas, em Juiz de Fora, Minas Gerais, encontraram-se Antonio Alves Ferreira, Jacques Aboab e Amadeu Santos e, nessa aproximação, planejaram fundar, em futuro bem próximo, uma Instituição. Antonio Alves Ferreira e sua família eram de Macaé, Estado do Rio de Janeiro, porém vieram residir na cidade do Rio de Janeiro, onde estabeleceu-se com um escritório de contabilidade. Francisco Peixoto Lins – o Peixotinho – era sargento do Exército e foi transferido, juntamente com sua família para a cidade do Rio de Janeiro, servindo no Forte São João e lá residindo em casa destinada ao seu posto. Essa transferência tornou sua cooperação mais assídua e foi importante na fundação do GEAL, em seus propósitos, visto que Peixotinho, como é do conhecimento geral, era um admirável médium de efeitos físicos. Amadeu Santos, português, era advogado e literato e Jacques Aboab, marroquino era comerciante.

O Plano Espiritual deliberou que, em cada reunião, após o estudo e os comentários das obras espíritas, reservar-se-ia alguns minutos para as manifestações de efeitos físicos, obedecendo à orientação dos Espíritos: ANDRÉ LUIZ, GARCEZ, ARACÍ, NINA ARUEIRA e muitos outros. No plano material, coube aos irmãos Antonio Alves Ferreira e Olí de Castro a direção dos trabalhos.

Em seguida cogitaram do nome que seria dado ao Grupo. Dentre tantas sugestões, foi por sorteio selecionado o nome de ANDRÉ LUIZ, uma homenagem merecida e justa a esse abnegado Mensageiro.
Os primeiros Dirigentes do GEAL foram: ANTONIO ALVES FERREIRA – Presidente; OLÍ DE CASTRO – Secretário e JACQUES ABOAB – Tesoureiro.

A 1ª Assembléia Administrativa, realizada em 08/02/1947, elegeu por aclamação a nova Diretoria que ficou composta de:

ANTONIO ALVES FERREIRA – Presidente
JACQUES ABOAB – 1º Vice-Presidente
AMDEU SANTOS – 2º Vice-Presidente
NEWTON DE BARROS – 1º Secretário
LENICE TEIXEIRA DIAS – 2º Secretário
ANTONIO GONÇALVES DE BARROS – 1º Tesoureiro
VICENTE VIOLA – 2º Tesoureiro
IGNÁCIO DOMINGUES DA SILVA – Procurador
LUIZ FERNANDO MELICK – Bibliotecário
RODRIGO RODRIGUES DE OLIVEIRA – Diretor de Assistência

Nessa mesma Assembléia, foi ainda determinado:
a) A elaboração dos Estatutos indispensáveis para conferir personalidade jurídica à Instituição.
b) O funcionamento da JUVENTUDE ESPÍRITA ABEL GOMES (JEAG), sob a direção das irmãs Laís Teixeira Dias , Lenice Teixeira Dias e Margarida Melick;
c) A estruturação do quadro social do GEAL, e
d) A rotina de funcionamento do GEAL.

Na noite de 9 para 10 de setembro de 1948, a sede na rua Moncorvo Filho, 27, foi totalmente destruída por um incêndio. A Assembléia do dia 12 do referido mês, deliberou que, até que fosse conseguida nova sede social:
a) As reuniões privativas de efeitos físicos, instrução de médiuns e da Diretoria, seriam realizadas na residência dos irmãos Rodrigo e Magdalena de Oliveira, situada na rua General Galvão, 26, hoje 88, no bairro de Catumbí;
b) As reuniões públicas de Estudos Evangélicos, assim como as da Juventude Espírita Abel Gomes se realizariam na LIGA ESPÍRITA, na rua Uruguaiana, 141, que foi gentilmente cedida ao GEAL, nas quintas-feiras, de 19:00 às 21:00 horas.

Em 21/08/1948, o irmão Jacques Aboab fez longa exposição a respeito da sede do GEAL, concluindo por oferecer todo o prédio da rua Moncorvo Filho.

Em 20/02/1949, os irmãos Ignácio Domingues da Silva e Peixotinho foram à Pedro Leopoldo, onde o querido médium FRANCISCO CÂNDIDO XAVIER fê-los intérpretes de suas felicitações a todos do Grupo. Trouxeram a mensagem de ANDRÉ LUIZ, psicografada por aquele abnegado médium e que constou em seu bojo assuntos de maior relevância, recomendações sobre as sessões práticas do Grupo e seleção de seus assistentes.

Em 14/05/1950, extraordinariamente a Assembléia Geral se reuniu para:
a) Aprovar os novos Estatutos do GEAL, E
b) Autorização para adquir o prédio da rua Jiquibá, 139, para a sede do Grupo, de propriedade do irmão Henrique Alves Magalhães.

Em ATA ordinária da Diretoria, o irmão ANTONIO ALVES FERREIRA foi considerado Presidente Honorário do GEAL.

Em 18/03/1951 foi fundada a Escola Espírita de Evangelho GAMALIEL para evangelização das crianças.

Foram PRESIDENTES do GEAL:

01 – ANTONIO ALVES FERREIRA – Desencarnado
06/07/1946 a 25/06/1947
07/07/1949 a 21/05/1950
02 – NEWTON GONÇALVES DE BAROS – Desencarnado
26/06/1947 a 06/07/1948

03 – JACQUES ABOAB – Desencarnado
06/07/1948 a 06/07/1949

04 – RAFAEL AMÉRICO RANIÉRI – Desencarnado
01/07/1949 até 11/1949

05 – MOACYR VEIGA – Desencarnado
21/05/1950 a 30/06/1954
01/07/1961 a 30/06/1969
01/07/1971 a 30/06/1979

06 – GALENO FRNANDES DOS SANTOS – Desencarnado
06/07/1954 a 30/06/1957

07 – ORLANDO MARTINS SOARES – Desencarnado
01/07/1957 a 30/06/1959

08 – HILDA CORRÊA DA COSTA – Desencarnada
01/07/1959 a 30/06/1961

09 – LYGIA BASTOS RIBEIRO – Desencarnada
01/07/1969 a 30/06/1971

10 – MARIA LUIZA SODRÉ
01/07/1979 até agora