LIVRO DE JUNHO – 2019

Vereda Familiar

Thereza de Brito

psic. J. Raul de Brito

 

Tendo dedicado integralmente sua última existência à educação e assistência de seus 11 filhos, Thereza de Brito nos apresenta neste livro sua visão espiritual ao tratar de diversos temas voltados à vida familiar.

Diz-nos o Espírito Camilo, na apresentação do livro, que sendo ela uma estudiosa observadora das questões do lar, iniciou, na vida espiritual, um labor de chamar a atenção e esclarecer o grupo familiar ou algum de seus componentes sobre as situações vividas e sofridas no clima doméstico.

Atuando, no Invisível, em Equipes de atendimentos a enfermos e a problematizados em família, mostra-se afável e firme, jovial e coerente em seus labores, o que lhe dá uma aura de equilíbrio profundo.

Vereda Familiar

Sem qualquer presunção de determinar comportamentos no seio da família, aproveitamo-nos desses tempos excitantes e paradoxais, atordoantes mesmo, para chamar às meditações urgentes cada elemento do clã terrestre.

Tendo a necessária consciência do quanto é difícil cada um ater-se aos deveres estabelecidos no Além, sabemos, por outro lado, que, para quem faz esforços no bem diário, buscando a superação de si mesmo, dos seus próprios limites, as situações não se tornarão demasiado difíceis.

Reconhecendo na família o ninho das construções mais íntimas do grupo reencarnado, atrevemo-nos a convidar vários elementos que se imaginavam sem nenhum dever para com ela, ou aqueles que poucas vezes se detiveram a pensar, maduramente, sobre o conjunto familiar, para que, juntos, o fizéssemos.

Não nos alimentou qualquer intenção dogmática, definitiva. Nenhum absolutismo nos moveu. Somente o anseio de evocar alguns pontos da vivência e da convivência domésticas do grupo que, por motivos multiplicados, agora se encontra nas veredas familiares para os acertos e para o crescimento de todos, que não mais deve demorar.

(Thereza de Brito – trecho do início do livro do mês)

LIVRO DE MAIO – 2019

O que é o Espiritismo

Allan Kardec

Além de conter uma biografia de Kardec, por Henri Sausse, a lógica e o bom senso do Codificador aí se evidenciam, desconcertando os negativistas e clareando as indagações dos que acreditam e aspiram à vida superior.

Divide-se em 3 capítulos:

O primeiro, sob a forma de diálogos com um crítico, um céptico e um padre traz respostas àqueles que desconhecem os princípios básicos da Doutrina, bem como apropriadas refutações aos seus contraditores.

O segundo capítulo, expõe partes da ciência prática e experimental, caracterizando-se como um resumo de O Livro dos Médiuns.

No terceiro capítulo, é publicado o resumo de O Livro dos Espíritos, com a solução, apontada pela Doutrina Espírita, de problemas de ordem psicológica, moral e filosófica.

Primeiro diálogo – O Crítico

V – Entretanto, se conseguísseis convencer-me, conhecido que sou como antagonista das vossas idéias, isto seria um milagre eminentemente favorável à causa que defendeis.

 

A.K. – Lamento-o, caro senhor, porém não tenho o dom de fazer milagres. Julgais que uma ou duas sessões bastariam para adquirirdes convicção?

Seria, realmente, um verdadeiro prodígio; eu precisei mais de um ano de trabalho para ficar convencido; o que prova que não cheguei a este estado inconsideradamente.

Além disso, não realizo sessões públicas e parece-me que vos enganastes sobre o fim das nossas reuniões, visto não fazermos experiências com o fito de satisfazer à curiosidade de ninguém.

(trecho do livro O que é o Espiritismo)

LIVRO DE ABRIL – 2019

O Livro dos Espíritos

Allan Kardec

 

Primeiro livro publicado por Kardec, o Livro dos Espíritos definiu um marco decisivo em nossa evolução. Suas perguntas, rica e inteligentemente elaboradas pelo codificador, iniciou uma nova era de comunicações com os Espíritos Superiores.

Apresentado por Kardec em sua página inicial como Filosofia Espiritualista, ele transcendeu à filosofia comum apresentando um conteúdo cientifico revelador, sobre cujas bases se estruturaria, poucos anos após, o caráter divino das explicações para as máximas morais de Jesus.

Após uma rica introdução abordando alguns tópicos principais, Kardec dividiu o conjunto das perguntas e respostas em quatro partes para as quais gerou um novo livro que formaria a base da Doutrina Espírita.

Da 1ª parte (questões sobre a criação e o Criador) publicou o livro A Gênese. Da 2ª parte (questões sobre o mundo espiritual e sua relação com a vida física) publicou O Livro dos Médiuns. Da 3ª parte (questões sobre as leis morais) publicou O Evangelho Segundo o Espiritismo. E da 4ª parte (questões sobre as esperanças e consolações) publicou O Céu e o Inferno.

Nestes 160 anos que se completam de sua publicação, desejamos agradecer ao emérito codificador por sua grande e nobre tarefa.