A SOPA

Acha que servir sopa a quem tem
fome é desnecessário?
Acredita que oferecer um prato de
sopa quente é assistencialismo barato?
Pensa que a sopa fraterna é um
recurso dispensável?
Tem certeza de que nos basta apenas
a caridade moral?
Então, meu irmão, por que Jesus
multiplicou pães e peixes para saciar a
fome da multidão?
É imprescindível o Evangelho, que
sacia a fome do espírito; entretanto é
indispensável o pão, que alimenta o
corpo.
Caso duvide, experimente:
falar de Jesus a quem esteja há
dois dias sem se alimentar…
Pregar a imortalidade ao mendigo
que esteja prestes a desfalecer de fome…
Falar de amor à mãe que não tem
um copo de leite para oferecer ao filho.
Respeitemos os que pensam diferente.
Quanto a nós, continuemos a servir
a sopa a quem tenha fome e, caso ela se
torne um mecanismo de “atração” para
Jesus, melhor ainda.
O calor humano é essencial, mas a
sopa quente também aquece.
Do livro Jesus no teu dia-a-dia Agnaldo Paviani pelo Espírito José de Moraes.